Educação

Lançamento de livro no Museu Municipal Dr. Júlio Sanderson


“Ayuruoca nos Setecentos”: retrata primeira povoação colonial do Sul de Minas.

O lançamento do livro aconteceu nas dependências do Museu Municipal Dr. Júlio Sanderson, no dia 06 de dezembro de 2014, às 20 horas e contou com a presença do Prefeito Sr. Joaquim Mateus de Sene, do vice Dr. Sávio Maciel, do Prefeito de Aparecida Sr.Márcio Siqueira, do Secretário de Educação e Cultura Sr. Marco Antônio dos Santos e da sociedade aiuruocana e também participantes de outras cidades vizinhas. O evento foi abrilhantado com a banda Eternos Românticos e o maestro Sr. Odair Kobel.
A história da primeira povoação colonial do Sul de Minas Gerais foi retratada no livro “Ayuruoca nos Setecentos”. A obra escrita pelo historiador José Mauro Maciel, religioso da Congregação do Santíssimo Redentor (CSSR), relata a história da cidade mineira.
Para a publicação, o autor pesquisou 123 documentos manuscritos dos anos de 1710 a 1800 e ainda 31 obras impressas do período de 1699 a 2009. O historiador falou sobre a grande herança histórico-cultural aiuruocana, com destaque para a presença dos bandeirantes, Ordenanças Militares, atuação da Igreja Católica, questões jurídicas, culturas afros e indígenas e ainda a expansão a partir deste núcleo de povoação nas Minas.

Segundo José Mauro Maciel: “O que me motivou a escrever essa história foram as inúmeras informações espalhadas, sobretudo nos arquivos e bibliografias, que fazem referências à minha terra natal. As pesquisas foram realizadas ao longo de 20 anos, com os quais passei “catando agulhas em palheiros”. Por isso, nesta publicação elenquei alguns pontos chaves e que os considero importantes, tais como: os bandeirantes (1687/1694), as Ordenanças Militares: de Pé (1708) e a Cavalaria (1715), a Igreja Católica (1717), as questões jurídicas (1714), as culturas afros (1710) e indígenas (1726) e a expansão a partir deste núcleo de Povoação nas Minas.”
Na introdução do livro, o autor aponta sobre o nosso legado histórico grandioso e a necessidade de nossa tomada de consciência com relação ao mesmo, pois, “a nossa história é mãe e mestra” e com ela podemos realizar grandes e boas transformações:
“Nós sabemos que o exercício das sãs tradições alimenta a Cultura e esta nos revela a História. Portanto, o futuro será melhor quando nos conscientizarmos do presente, descortinando possibilidades e aprendendo com os antepassados. Sejamos otimistas, práticos e esperançosos, pessoas de ação! Afinal, o que temos a aprender com a História da Aiuruoca?”
O evento foi de grande importância para o município de Aiuruoca, fazendo ressurgir em cada um de nós a curiosidade sobre nossa própria história. Nossa tradição cultural vai se sedimentando a cada contribuição dos nossos cidadãos que se dedicam à produção de conhecimento e serviços e o Museu Municipal Dr. Júlio Sanderson se firma como um importante Ponto de Cultura.