Educação

Agricultura Familiar se fortalece e alcança 30% das compras de alimentação escolar


Pela primeira vez, a agricultura familiar de Minas Gerais conseguiu representar mais de 30% dos recursos destinados à alimentação escolar, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Em 2010, quando a legislação entrou em vigor, apenas 2,05% dos R$ 144 milhões de recursos da alimentação escolar eram destinados aos agricultores familiares mineiros. No ano passado, o percentual chegou a 33,06%, com R$ 44 milhões investidos para compras diretamente da agricultura familiar.

“Isso demonstra o quanto estamos avançando nesta política de valorização da agricultura familiar, através dos mercados institucionais”, disse o secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Professor Neivaldo, ao participar, nesta quarta-feira (3/5), em Diamantina, da abertura da nova temporada do Circuito Alimentação, com a presença de cerca de 300 participantes de 25 municípios da Superintendência Regional de Ensino – Diamantina.

A ação do Governo de Minas Gerais busca ampliar o acesso da agricultura familiar aos diferentes mercados institucionais púbicos, (escolas, hospitais, órgãos da administração diret, etc), com ênfase no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que determina que 30% das compras de alimentos do setor público sejam de produtos da agricultura familiar.

São realizadas oficinas de capacitação técnica em que participam agricultores familiares, profissionais da rede estadual de ensino e extensionistas rurais.

Para a coordenadora de Educação do Campo da Secretaria de Estado de Educação (SEE), Érica Fernanda Justino, a escola é um espaço importante para trabalhar a questão da soberania alimentar. “Conseguimos alcançar a média de 30% nas escolas. É um marco importante, mas temos consciência de que precisamos avançar ainda mais”, disse.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br