Turismo

Chefe da Divisão de Turismo e Meio Ambiente de Aiuruoca, representa o município no EcoSol


Luis Felipe da Silva, Chefe da Divisão de Turismo e Meio Ambiente de Aiuruoca, participou do encontro de encerramento do projeto EcoSol e da 24ª Feira Latino Americana do Cooperativismo junto aos demais estados do Brasil e exterior, na cidade de Santa Maria – RS. Durante a Feira, foram exibidos diversos produtos artesanais de Aiuruoca, destacando as peças do projeto Retalhos e as geleias do projeto Quitanda da ONG Broto Brasilis, a cerveja Bela Flora, Cachaça Tiê, produtos da cozinha mineira Tia Iraci, queijo e mel da Serra da Mantiqueira. Luis Felipe da Silva também representou as ações do município durante os debates.
Durante os dias 7, 8 e 9 de julho de 2017, na cidade de Santa Maria – RS, reuniram -se diversos representantes da classe trabalhadora, especialmente agricultores, feirantes, e representares do Movimento Sem Terra, para o encontro de encerramento do projeto EcoSol do Instituto Marista de Economia Solidária. A Ordem Marista é uma instituição da Igreja Católica.
O projeto EcoSol, ocorrido entre 2013 a 2017, foi desenvolvido pelo Instituto Marista de Economia Solidaria, com subsidio da Secretaria Nacional de Economia Solidária. O objetivo deste projeto foi dar suporte às organizações da sociedade civil que produzem, consomem e comercializam produtos oriundos da Agricultura Familiar e que praticam os critérios do Comércio Justo.
O Instituto Marista conheceu cada realidade social e econômica realizando um mapeamento de todos os pontos de comercialização pelos estados brasileiros. Em seguida, disponibilizou consultorias para o aprimoramento dos pontos de vendas das lojas e feiras, propiciou intercâmbios interestaduais na área da comercialização entre os produtores, ofereceu capacitação e estudos para o conhecimento da Economia Solidária, suas origens, e seu significado como política pública. A Associação de Moradores e Amigos do Matutu foi reconhecida como um ponto fixo por este projeto.
Paul Singer é uma referência de militância da Economia Solidária. Economista, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, foi Secretário Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego em 2011. Desde 1980 luta pela defesa da classe trabalhistas disseminando o entendimento da Economia Solidária e do Comércio Justo no Brasil.
A 24ª Feira Latino Americana do Cooperativismo teve participantes de todo o Brasil onde puderam comercializar e trocar seus produtos com feirantes e produtores gaúchos. Este ano, conforme os organizadores da 24ª edição do evento, cerca de 255 mil pessoas visitaram o Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, em Santa Maria, entre sexta (7) e domingo (9). O evento foi organizado pelo Projeto Esperança/Cooesperança, da Arquidiocese de Santa Maria, e pela Prefeitura Municipal de Santa Maria, com apoio de dezenas de instituições, entidades e empresas. Foram expostos na Feira cerca de 10 mil produtos, entre agroindústria familiar, artesanato, alimentação, hortifrutigranjeiros, plantas ornamentais, serviços e produtos de povos indígenas.
Todos os estados brasileiros (mais de 500 municípios) e 20 países (África do Sul, Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, China, Colômbia, Costa do Marfim, Cuba, Equador, Espanha, Hungria, Itália, México, Nicarágua, Paraguai, Peru, Portugal, Senegal e Uruguai) estiveram representados na 24ª Feicoop. A Feira ainda contou com a participação de cerca de 850 grupos de expositores. Além disso, foram servidos em torno de 3 mil almoços nos três dias de evento.
Esta experiência de Comercialização Cooperativista e de incentivo à Agricultura Familiar, é uma importante orientação para o município de Aiuruoca. “Acreditamos que a essa temática poderá nos auxiliar no processo de organização da nossa 1ª Feira da Agricultura Familiar e Artesanato, que terá sua inauguração dia 30 de julho e 13 de agosto, em Aiuruoca”.