Administrativo

Aiuruoca, 311 anos de fundação


“Aiuruoca benfazeja
Nossa terra altaneira!
Tem do céu a padroeira!
Aiuruoca centenária,
Gloriosa na peleja,
Na história tão lendária!
Terra de filhos ilustres,
Terra amada e hospitaleira,
Aiuruoca tão querida!
Os teus filhos hoje e sempre
Querem em toda a sua vida
Aumentar a tua glória!”

Durante os dias 11, 12, 13 e 14 de agosto, Aiuruoca celebrou os seus 311 anos de fundação, através de sua identidade cultural expressa na música, na gastronomia, na dança, poesia, agricultura e na sua civilidade.

No dia 11, sexta feira, as festividades foram abertas com a apresentação do Artista Lupe Santana, de São Paulo, e da banda Distrito 267, com os talentosos músicos locais, que mostraram sua arte musical com os clássicos do pop/rock nacional.
Durante a manhã do sábado, dia 12, houve apresentação dos projetos do CRAS, dando ênfase à capoeira, ballet, violão, teatro e zumba, bem como a oficina de desenhos da Mantiqueira e área de lazer para as crianças. Às 16 horas, aconteceu a sessão solene na Câmara Municipal de Aiuruoca, alusiva aos 183 anos da emancipação politico-administrativo do município. Na ocasião, foram homenageados os cidadãos Luiz Gonzaga Ferreira Pinto, Maria Consuelo Albarez Arantes, Clarice Albarez, Heriot Moukhaiber Zhouri , Manoel Alves da Costa e José Carlos da Silva, por justo méritos. À noite, a praça foi contagiada pelo ritmo sertanejo do cantor Juan Diniz, finalizando com a dupla Flávio e Paula e Isaías.
Domingo dia 13, o dia dos pais foi preenchido com muita alegria, música caipira e comida boa, durante a segunda edição da Feira da Agricultura Familiar e Artesanato, na Praça da Cidade. Diversos produtos da roça, artesanatos, quitandas e hortaliças, sem falar da musica tradicional caipira, que, naquela feira, foi inaugurada a 1ª roda de violeiros, realizada pela apresentação dos artistas Rafael Rocha, Leandro, Moisés e o prefeito municipal, Paulo Senador.
À noite, aconteceu a homenagem a um dos mais célebres artistas de Aiuruoca, o saudoso Maestro Odair João Kobel, a cidade vibrou e se emocionou com o espetáculo da clássica “Orquestra Eternos Românticos” fundada pelo memorável Odair e sua família. O desfecho da noite de domingo foi com aos artistas Gabriel Lima e Paulinho Reis, com grandes sucessos da música sertaneja e autorais.
Segunda Feira, dia 14 de agosto, dia oficial da Cidade. Os munícipes se reuniram na Praça Monsenhor Nagel para prestigiar as tradicionais apresentações, que ano pós ano, se renovam como as estações. O desfile Cívico, que envolveu todas as escolas do município, abraçou tema “Aiuruoca sua gente e sua história” sendo abrilhantado pela fanfarra “La Sales”, foram momentos de testemunhar os feitos, a cultura e os valores de Aiuruoca, estando presentes durante a ação cívica as autoridades municipais. A noite aconteceu o encerramento das festividades embaladas pela suavidade da “Orquestra de Violeiros de São Lourenço” trazendo para a praça novamente à moda caipira, pelas mãos de seus 12 violeiros.